Flávio Júnior destina R$ 350 mil para combater a pandemia do coronavírus
24/03/2020 09h59

O Brasil e o Mundo estão vivenciando uma grave crise sanitária com a propagação do coronavirus. No Piauí, a realidade não é diferente. O Estado já contabilizou os primeiros casos da doença confirmados e algumas dezenas de suspeitos em investigação. Por conta disso, o deputado estadual Flávio Nogueira Júnior destinou R$ 350 mil de suas emendas individuais para serem alocadas para o combate a doença.

Ofícios foram encaminhados ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themistocles Filho, orientando a destinação das emendas via Orçamento Geral do Estado. Serão R$ 150 mil para que a Secretaria Estadual de Saúde (Sesapi) possa adquirir Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais que atuam no combate a doença. “Nesse momento, os nossos profissionais de saúde também precisam de proteção. Sabemos da dificuldade de adquirir os equipamentos de proteção individual, por isso, mais do que nunca, esses recursos serão uteis. Precisamos resguardar aqueles que estão arriscando suas vidas por nós”, destacou.

Além disso, R$ 100 mil serão alocados para a Casa Abrigo São José, que trabalha na assistência aos idosos, que integram o grupo de risco para a doença. A Associação Piauiense de Combate ao Câncer (Hospital São Marcos) também deverá receber R$ 100 mil de emendas do parlamentar. “Alguns grupos são mais vulneráveis que os outros. São pessoas que também fazem um trabalho que depende da doação das outras pessoas. Por isso, pensamos nessa destinação de recursos para que essas pessoas que integram grupos de riscos possam ter a devida assistência”, reforçou.

O deputado, que também é médico, reforçou ainda a importância das pessoas cumprirem as determinações de isolamento que estão sendo estabelecidas em decreto por todo o Estado e evitem as aglomerações. “É muito importante que a gente adote esse cuidado com a gente e com os demais. Estamos falando em ações simples que podem salvar vidas. Nossa estrutura de saúde, nem no Brasil e nem no mundo, suportam uma contaminação em massa. Por isso, se precaver é a melhor alternativa”, recomendou o deputado.

Assessoria parlamentar - Edição: Katya D'Angelles

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí