Frente Parlamentar da Agropecuária se reúne pela primeira vez
10/10/2019 11h44

 

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária do Piauí (FPA-PI), deputado Henrique Pires (MDB), disse hoje (10), ao falar em reunião realizada na Comissão de Constituição e Justiça, que o governador Wellington Dias não pedirá a aprovação de urgência para a tramitação do Projeto de Lei que trata da regularização fundiária no Estado. Ele afirmou que a decisão do governador permitirá que seja realizado um amplo debate visando o aperfeiçoamento da proposição que visa legalizar a posse da terra, principalmente nos assentamentos irregulares.
A reunião da FPA-PI contou com a presença de integrantes da Frente, dentre eles, os deputados Severo Eulálio (MDB), Gustavo Neiva (PSB) e Firmino Paulo (Progressistas), além de representantes de órgãos públicos e entidades que reúnem segmentos ligados ao setor agropecuário, incluindo o coordenador das Câmaras Setoriais do Estado, Sérgio Vilela, o diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Alisson Pego, e o vice-presidente da Aprosoja-PI (Associação dos Produtores de Soja do Piauí), Mikhail Lagisnki.
Henrique Pires assegurou aos representantes do setor que os deputados estaduais, principalmente os que integram a Frente Parlamentar, estão comprometidos com o fortalecimento da agropecuária piauiense. Ele informou que manterá entendimentos com o presidente da Frente Nacional da Agropecuária, deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), visando uma atuação conjunta das duas frentes, a nacional e a estadual.
O deputado Gustavo Neiva disse que a reunião era de grande importância, porque os membros da Frente Parlamentar poderiam ouvir os representantes do setor agropecuário sobre temas relevantes para o desenvolvimento do Estado, como o Projeto de Lei da Regularização Fundiária encaminhado à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo.
Em seguida, o deputado Severo Eulálio afirmou que, além da regularização fundiária, outro tema importante em debate seria a melhoria da infraestrutura de apoio aos agropecuaristas que atuam na área dos cerrados piauienses, como as estradas para escoamento da produção. “Vamos ouvir os produtores, debater as suas demandas e tirar os encaminhamentos necessários que vão beneficiar o nosso Estado”, acentuou ele.
“Essa discussão sobre a regularização fundiária, que é uma necessidade antiga do nosso Estado, é de grande importância”, declarou o deputado Firmino Paulo, dizendo que estava feliz em observar o engajamento das entidades ligadas ao setor agropecuário, como a Aprosoja-PI, para que “cheguemos a um denominador comum em relação a esse Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa.
Por J. Barros

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária do Piauí (FPA-PI), deputado Henrique Pires (MDB), disse hoje (10), ao falar em reunião realizada na Comissão de Constituição e Justiça, que o governador Wellington Dias não pedirá a aprovação de urgência para a tramitação do Projeto de Lei que trata da regularização fundiária no Estado. Ele afirmou que a decisão do governador permitirá que seja realizado um amplo debate visando o aperfeiçoamento da proposição que visa legalizar a posse da terra, principalmente nos assentamentos irregulares.

A reunião da FPA-PI contou com a presença de integrantes da Frente, dentre eles, os deputados Severo Eulálio (MDB), Gustavo Neiva (PSB) e Firmino Paulo (Progressistas), além de representantes de órgãos públicos e entidades que reúnem segmentos ligados ao setor agropecuário, incluindo o coordenador das Câmaras Setoriais do Estado, Sérgio Vilela, o diretor da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), Alisson Pego, e o vice-presidente da Aprosoja-PI (Associação dos Produtores de Soja do Piauí), Mikhail Lagisnki.

Henrique Pires assegurou aos representantes do setor que os deputados estaduais, principalmente os que integram a Frente Parlamentar, estão comprometidos com o fortalecimento da agropecuária piauiense. Ele informou que manterá entendimentos com o presidente da Frente Nacional da Agropecuária, deputado federal Alceu Moreira (MDB-RS), visando uma atuação conjunta das duas frentes, a nacional e a estadual.

O deputado Gustavo Neiva disse que a reunião era de grande importância, porque os membros da Frente Parlamentar poderiam ouvir os representantes do setor agropecuário sobre temas relevantes para o desenvolvimento do Estado, como o Projeto de Lei da Regularização Fundiária encaminhado à Assembleia Legislativa pelo Poder Executivo.

Em seguida, o deputado Severo Eulálio afirmou que, além da regularização fundiária, outro tema importante em debate seria a melhoria da infraestrutura de apoio aos agropecuaristas que atuam na área dos cerrados piauienses, como as estradas para escoamento da produção. “Vamos ouvir os produtores, debater as suas demandas e tirar os encaminhamentos necessários que vão beneficiar o nosso Estado”, acentuou ele.

“Essa discussão sobre a regularização fundiária, que é uma necessidade antiga do nosso Estado, é de grande importância”, declarou o deputado Firmino Paulo, dizendo que estava feliz em observar o engajamento das entidades ligadas ao setor agropecuário, como a Aprosoja-PI, para que “cheguemos a um denominador comum em relação a esse Projeto de Lei que tramita na Assembleia Legislativa.

J. Barros - Edição: Katya D'Angelles

 

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí