Teresa Britto repercute a audiência pública sobre a situação da Uespi
10/10/2019 13h12

 

A deputada Teresa Britto (PV) fez um resumo sobre a audiência públicas
realizada no dia anterior para debater os problemas da Universidade
Estadual do Piauí, em que o principal deles é a existência de 600
disciplinas sem professores. Ela fez a leitura da lei que criou a
autonomia financeira de três universidades de São Paulo, afirmando que
nela está a solução para a UESPI.
Dirigindo-se à pessoa do governador Wellington Dias, a deputada disse
que ele não teve a dignidade de enviar um só representante para a
audiência, numa demonstração de que não está preocupado com o ensino
superior no Estado. Ela disse que não abrirá mão da sua luta e
conclamou os alunos e professores a irem para as ruas em busca de seus
direitos.
O deputado Gustavo Neiva (PSB) ofereceu aparte reafirmando o que a
oradora dizia sobre a audiência com pessoal da UESPI. Ele criticou a
liberação de apenas 80% dos recursos da Universidade, o que equivale a
uma perda de R$ 40 milhões por ano. Para ele, o governador deu as
costas para os participantes da audiência.
A deputada Teresa Britto concluiu seu pronunciamento criticando as
constantes viagens do governador, a São Paulo, Brasília e até à China.
Anunciou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre a autonomia
financeira da UESPI, pedindo o apoio dos demais colegas. Prometeu não
desistir da luta e disse que o governador precisa tirar a mancha que o
descaso para com o ensino superior criou em sua carreira política.
Repórter: Raimundo Cazé

A deputada estadual Teresa Britto (PV) resumiu o que foi discutido encaminhado na audiência pública realizada na quarta-feira para debater os problemas da Universidade Estadual do Piauí, como a existência de 600 disciplinas sem professores. A oradora fez a leitura na íntegra da lei que criou a autonomia financeira de três universidades de São Paulo, afirmando que nela está a solução para a Uespi.

Dirigindo-se à pessoa do governador Wellington Dias, a deputada disse que o chefe do Executivo estadual não teve a dignidade de enviar um representante para participar da audiência numa clara demonstração de que não está preocupado com o ensino superior no Estado. A deputada disse que não vai abrir mão da luta em defesa da instituição e conclamou os alunos e professores a irem para as ruas em busca dos direitos da universidade.

O deputado Gustavo Neiva (PSB), em aparte, reafirmou o que a oradora já havia dito sobre a audiência. O parlamentar criticou a liberação de apenas 80% dos recursos da Uespi, o que representa uma perda de R$ 40 milhões por ano. Para ele, o governador deu as costas para a Uespi e para a audiência.

A deputada Teresa Britto concluiu o pronunciamento criticando as constantes viagens do governador a São Paulo, Brasília e até para a China. E anunciou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre a autonomia financeira da Uespi. Teresa Brito encerrou o longo discurso pedindo o apoio dos colegas para aprovação da PEC, prometendo não desistir da luta pela Uespi e lamentando que o governador Wellington Dias tenha a mancha do descaso para com o ensino superior em sua carreira política.

Raimundo Cazé - Edição: Katya D'Angelles

Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 Copyright © 2019 - Assembleia Legislativa do Piauí