Alepi

A ASSEMBLEIA | GALERIA DE FOTOS | WEBMAIL | NOTÍCIAS | FALE CONOSCO | OUVIDORIA |
19-04-17 13:10

Comissão de Administração aprova plano de aposentadoria dos servidores

 

Deputados se reuniram nesta manhã (19) para analisar matérias da Comissão de Administração Pública e Política Social. O primeiro projeto a ser discutido foi o de autoria do deputado Zé Santana (PMDB) que institui o Programa de Aposentadoria Incentivada, destinado aos servidores do quadro permanente da Assembleia Legislativa do Piauí.
De acordo com a matéria o servidor receberá um apoio financeiro equivalente a três salários brutos, considerando como referência dezembro de 2016. Cerca de 197 servidores da Casa legislativa estão aptos a se aposentarem pelo programa, o que proporcionará uma economia mensal de mais de R$ 1 milhão ao Legislativo piauiense.
A relatora da matéria deputada Liziê Coelho (PTB) deu parecer favorável a aprovação da matéria e ressaltou que devido o momento econômico atual a matéria é de suma importância, pois “qualquer economia que poder público possa fazer sem prejudicar a prestação de serviços, será bem-vinda”.
Os membros da Comissão aprovaram o projeto com unanimidade, porém, na opinião dos deputados João de Deus (PT) e Luciano Nunes (PSDB) a matéria deveria ter sido de iniciativa da Mesa Diretora da Casa. “Manifesto meu voto no mérito favorável ao projeto, mas no meu entendimento o projeto deveria ser de iniciativa da Mesa Diretora da Casa, quero fazer essa ressalva”, explica Luciano Nunes.
O segundo projeto aprovado dispõe sobre a prestação de assistência especial a parturientes cujos filhos recém-nascidos sejam portadores de deficiência ou doença congênita, de autoria da deputada Flora Izabel (PT). A relatora da matéria, deputada Liziê Coelho (PTB) explica que o projeto propõe que sejam dadas as devidas informações para as parturientes sobre os cuidados a serem tomados com os recém-nascidos.
“O projeto é de alto valor e de interesse social tendo em vista que visa oferecer informações essenciais que irá garantir uma melhor qualidade de vida. Observa-se que também não irá onerar o Estado do Piauí, vez que tem como objeto a disponibilização de informações específicas não tratando na disponibilização de medicamentos ou qualquer outro tipo de tratamento”, relata a parlamentar.
Estiveram presentes na reunião o vice-presidente da Comissão deputado Georgiano Neto (PSD), João de Deus (PT), Juliana Moraes Souza (PMDB), Liziê Coelho (PTB), Francis Lopes (PRP) e Cícero Magalhães (PT). Isolda Monteiro

Deputados se reuniram nesta manhã (19) para analisar matérias da Comissão de Administração Pública e Política Social. O primeiro projeto a ser discutido foi o de autoria do deputado Zé Santana (PMDB) que institui o Programa de Aposentadoria Incentivada, destinado aos servidores do quadro permanente da Assembleia Legislativa do Piauí.De acordo com a matéria o servidor receberá um apoio financeiro equivalente a três salários brutos, considerando como referência dezembro de 2016.


Cerca de 197 servidores da Casa legislativa estão aptos a se aposentarem pelo programa, o que proporcionará uma economia mensal de mais de R$ 1 milhão ao Legislativo piauiense.A relatora da matéria deputada Liziê Coelho (PTB) deu parecer favorável a aprovação da matéria e ressaltou que devido o momento econômico atual a matéria é de suma importância, pois “qualquer economia que poder público possa fazer sem prejudicar a prestação de serviços, será bem-vinda”.Os membros da Comissão aprovaram o projeto com unanimidade, porém, na opinião dos deputados João de Deus (PT) e Luciano Nunes (PSDB) a matéria deveria ter sido de iniciativa da Mesa Diretora da Casa.

“Manifesto meu voto no mérito favorável ao projeto, mas no meu entendimento o projeto deveria ser de iniciativa da Mesa Diretora da Casa, quero fazer essa ressalva”, explica Luciano Nunes.O segundo projeto aprovado dispõe sobre a prestação de assistência especial a parturientes cujos filhos recém-nascidos sejam portadores de deficiência ou doença congênita, de autoria da deputada Flora Izabel (PT).


A relatora da matéria, deputada Liziê Coelho (PTB) explica que o projeto propõe que sejam dadas as devidas informações para as parturientes sobre os cuidados a serem tomados com os recém-nascidos.“O projeto é de alto valor e de interesse social tendo em vista que visa oferecer informações essenciais que irá garantir uma melhor qualidade de vida. Observa-se que também não irá onerar o Estado do Piauí, vez que tem como objeto a disponibilização de informações específicas não tratando na disponibilização de medicamentos ou qualquer outro tipo de tratamento”, relata a parlamentar. Estiveram presentes na reunião o vice-presidente da Comissão deputado Georgiano Neto (PSD), João de Deus (PT), Juliana Moraes Souza (PMDB), Liziê Coelho (PTB), Francis Lopes (PRP) e Cícero Magalhães (PT).





Isolda Monteiro - Edição: Katya D'Angelles 



 



Av. Mal. Castelo Branco, 201 - Cabral - Teresina/PI (86) 3133-3022 
Copyright © 2013 - Assembleia Legislativa do Piauí